Follow by Email

terça-feira, 21 de junho de 2011

Curativo para cirurgia plástica: acerte na escolha

A cirurgia plástica traz muitos benefícios, entre eles a beleza e o equilíbrio emocional. Porém, como todas as cirurgias, ela tem seus riscos.
A infecção na incisão cirúrgica é um risco de todos os pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos. É diagnosticada em até 30 dias da cirurgia e, no caso de implante de prótese, este prazo estende-se para 1 ano.
A principal fonte de infecção é a flora normal da pele, onde as bactérias entram no organismo através da incisão cirúrgica. As infecções causam retardo na cicatrização, prejuízos físicos, emocionais, afastamento do trabalho e do convívio social. Além disso, pode elevar os custos com tratamento e maior permanência hospitalar.  
Quanto ao curativo, o GUIDELINE traz como recomendação para prevenção de infecção em ferida cirúrgica a aplicação de um CURATIVO ESTÉRIL POR 24 A 48 HORAS. 
Ferreira e Andrade (2006) comprovaram em estudo que em apenas 5 minutos Staphylococcus epidermidis conseguem atravessar 5 gazes úmidas, o que demonstra a ineficácia do curativo cirúrgico de gaze estéril na proteção por 24 a 48 horas se molhado no banho.
Uma excelente opção disponível no Brasil e com custo acessível é a aplicação do curativo pós operatório composto por um filme de alta taxa de transmissão de vapor com coxim absorvente de baixa aderência na incisão. Entre suas qualidades destacam-se a barreira efetiva contra microorganismos exógenos, é estéril e pode ser molhado no banho. Sua durabilidade é de até 7 dias consecutivos. Vários estudos e publicações científicas aprovam e recomendam o uso deste curativo. E no caso de uma cirurgia plástica, o conforto, segurança e a beleza, valem a pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário